Backup com Time Machine

Quando se pensa em segurança, normalmente pensamos em vírus, hackers, trojans, phishing, spyware, roubo de senhas e informações bancárias; só pra mencionar alguns. Mas o que poucas pessoas lembram é do backup – aquela cópia de segurança de nossos arquivos.

O backup pode nos proteger de várias situações que ameaçam nossas informações, além daquelas relacionadas com vírus, hackers e cia., como falha de hardware, roubo e por último, mas não menos, proteger contra nós mesmos.

O backup existe um por motivo muitos simples: como qualquer máquina o computador também falha. Quando o equipamento falha, pode corromper os arquivos que estavam abertos naquele momento – neste caso dizemos que houve um problema de integridade. Dependendo do arquivo, apenas parte das informações podem ficar danificadas ou então o arquivo inteiro pode ter ficado estragado.

Se acontecer uma falha mais grave, podemos ficar sem acesso às informações, como quando o computador não ligar ou quando houver uma falha no disco rígido. Nesse caso dizemos que houve um problema de acessibilidade, pois a informação não pode mais ser acessada.

A seguir temos uma lista das situações onde o backup pode nos salvar:

  • Falha do equipamento (hardware), como vimos acima.
  • Falha de aplicativo (software). O aplicativo pode travar, ou não responder mais e ter deixado um arquivo corrompido, normalmente por não ter completado uma alteração importante.
  • Roubo do computador, principalmente se for um notebook;
  • Malware. Um vírus ou algum código malicioso infectou o computador e corrompeu os arquivos ou deixou seu computador inutilizavel.
  • Pessoas. Nós também falhamos: podemos apagar um arquivo importante, podemos fazer alguma alteração em um documento ou planilha e nos arrepender.

Se não tivermos um backup e acontecer alguma das situações acima, só poderemos lamentar.

Time Machine

Felizmente a Apple incorporou ao Mac OS X, desde a versão 10.5, o Time Machine. O Time Machine é uma excelente ferramenta de backup, muito intuitiva, fácil de configurar e de usar se precisarmos recuperar algum arquivo.

Configurar o Time Machine é muito fácil. Quando conectamos um disco externo (USB ou Firewire) pela primeira vez ao Mac, o Time Machine perguntará se deseja usá-lo como um disco de backup. Aparecerá a janela de Preferências do Time Machine com o novo disco selecionado e basta apenas confirmar.

Selecionar disco de backup

Selecionar disco de backup

Verifique também se o botão ficou na posição “Ligado” quando fechar a janela de Preferências.

Preferências do Time Machine

Preferências do Time Machine

O Primeiro Backup

O primeiro backup com o Time Machine pode ser demorado, pois será feita uma cópia de segurança de todos os arquivos do computador, incluindo o sistema.

Quando concluído o primeiro backup, o Time Machine fará cópias incrementais de hora em hora sempre que o disco de backup estiver conectado, ou seja, a cada hora o Time Machine fará uma cópia das pastas e arquivos novos ou que foram modificados, por isso estas cópias subsequentes serão bem mais rápidas.

Restaurando Arquivos

Tanto a proposta, quanto o nome e o visual fazem lembrar uma máquina do tempo que lhe permite ver (e obter) como eram as informações no seu Mac desde que começou a fazer as cópias de segurança com o Time Machine.

Como os backups são organizados por data pelo Time Machine, nada mais intuitivo do que mostrar uma linha do tempo com as datas de todos os backups feitos. Escolha uma data e o Time Machine apresentará em uma janela do Finder como o conteúdo de uma pasta se parecia no passado. Navegue pelo Finder ou faça uma busca no Spotlight para procurar o arquivo ou pasta desejado.

Restaurar Backup com Time Machine

Restaurar Backup com Time Machine

Você pode usar as setas para que o Time Machine busque automaticamente a ultima alteração de um certo arquivo. O botão de Visualização Rápida também permite pré-visualizar como o arquivo se parecia naquela data específica, para lhe permitir saber se é o arquivo que realmente estava procurando.

Quando você achar o arquivo que procurava, clique em Restaurar e o arquivo será copiado para o seu lugar original ou para o desktop. Se houver um arquivo com o mesmo nome, será solicitado um novo nome. Se a pasta onde ele costumava ficar não existir mais, será perguntado se deseja recriá-la novamente.

Mais utilidades

O Time Machine não serve apenas para salvar nossa pele quando perdemos algum arquivo. Podemos restaurar todo o sistema com o Time Machine no mesmo Mac, no caso de ter que utilizar o disco de instalação do Mac OS X.

Podemos também recuperar os arquivos em um novo Mac. Se você comprou um novo Mac, poderá recuperar seus arquivos e configurações e deixar o novo Mac da mesma maneira como usava o antigo. Isso pode ser feito durante a primeira inicialização, utilizando o Assistente de Instalação ou mais tarde, utilizando o Assistente de Migração (em Aplicativos/Utilitários).

Conclusão

Você não precisa se desesperar quando perder um arquivo, se tiver um backup! Um backup é imprescindível por diversas razões, como vimos acima, mas também precisa ser atual, ou seja, não se esqueça de fazer o backup! Um backup também só é útil se estiver guardado em um lugar seguro, portanto guarde-o bem, mas não esqueça de onde guardou!

Se utilizar o Time Machine que já vem no Mac OS X, basta conectar o disco externo dedicado a essa atividade. Outra opção é usar o Time Machine em conjunto com o Time Capsule, produto da Apple que une o AirPort Base Station (um roteador wireless) com um disco rígido interno de 1TB ou 2TB. Com o Time Capsule os backups ocorrem automaticamente sempre que estiver conectado à sua rede sem-fio.

Garanta mais proteção para seu Mac!

Veja também:

One thought on “Backup com Time Machine

  1. Pingback: Aviso de Acesso | StrongMac

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *